23 de Outubro de 2019, 16:41

Exposições10/05/2013

Fonte: MUSEAMB

 

Longa Duração (Sala de Exposições do MCN)

Mostra composta de 51 vitrines e 3 dioramas divulgando exemplares da Fauna e Flora atual e fóssil do nosso Estado. A Exposição inicia pelos organismos mais simples, como algas micróscópicas, passando por exemplares de fauna e flora, até os organismos mais complexos, como os vertebrados e culminando com as vitrines paleontólógicas. Neste percurso pode-se observar dioramas representativos dos ambientes característicos do RS: banhados, campos e floresta.

 

Curta Duração ( Sala Prof. Dr. José willibaldo Thomé )

Exposições onde são apresentados resultados de trabalhos dos pesquisadores, colaboradores da Instituição e exposições convidadas. Permanecem por um  curto período de tempo - conforme agendamento prévio.

 

Média Duração ( Sala Padre Balduíno Rambo )

Exposições onde são apresentados resultados de trabalhos dos pesquisadores e colaboradores da Instituição e que permanecem por maior período de tempo, conforme agendamento.

 

Itinerantes

Exposições de curta e média duração, realizadas pela Seção de Museologia e Educação Ambiental com subsídios fornecidos pelo corpo técnico. Após abertura e exposição no Museu de Ciências Naturais (Sala Prof. José Willibaldo Thomé ou Sala Padre Balduíno Rambo),  tornam-se itinerantes, percorrendo diferentes locais e instituições públicas e/ou privadas em Porto Alegre e municípios do Estado. 

 

Entre elas destacamos:

-Anfíbios da área urbana de Porto Alegre

-Dinossauros: Ciência e Ficção

-Explorando a Biodiversidade

-Fauna e Flora na Tradição Gaúcha

-Nosso Pampa Desconhecido

 

Serpentário

Exposição de serpentes vivas mantidas pelo NOPA, Núcleo Regional de Ofiologia de Porto Alegre. Estão expostas em terrários, espécies de serpentes venenosas e não venenosas. O serpentário tem como principal objetivo conscientizar a população sobre a diversidade, importância e pecularidades desta parcela da nossa fauna, tão temida e ao mesmo tempo admirada, através da mostra das espécies de serpentes mais representativas no Rio Grande do Sul, assim como de outras serpentes brasileiras.  

 

Orientações para o visitante:

 

 

Evite falar muito alto para garantir a harmonia dentro das salas, especialmente durante as visitas monitoradas.

 

Evite apoiar-se nas vitrines que são de vidro.

 

Não é permitido entrar nas Salas sem camisa.

 

Para sua segurança, e para preservação do acervo, respeite as contenções em frente de alguns materiais expostos. Por exemplo: em frente aos terrários das serpentes e em frente aos animais taxidermizados.

 

Não é permitido o consumo de alimentos no interior das Salas.

 

Deposite seu lixo de forma adequada nas lixeiras coloridas que encontram-se distribuídas pelo Parque. 

 

Em visitas orientadas, siga as recomendações do monitor.

 

 

Professor: A Sala de exposições e o Serpentário foram projetados para turmas de cerca de vinte pessoas. Portanto, caso a Sala de Exposições ou o Serpentário estejam lotados no momento de sua chegada, será necessário aguardar um momento até o primeiro grupo sair. Em seguida, seu grupo será atendido. Turmas maiores deverão ser divididas.

 

 

Senhores pais ou responsáveis: assegurem-se de que as crianças não corram no interior das salas, de modo a evitar acidentes.

 

Crianças menores de 10 anos devem estar acompanhadas pelos pais ou responsáveis.

 

 

Contatos

 

Informações sobre as Exposições: Seção de Educação Ambiental e Museologia. E-mail laura-tavares@fzb.rs.gov.br

 

Informações sobre serpentes: E-mail  nopa@fzb.rs.gov.br

FZB - Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul

Rua Dr. Salvador França, 1427

CEP: 90.690-000

Porto Alegre - RS

Fone: (51)3320-2033

  • Lista de espécies ameaçadas
  • Central do Cidadão
  • Concurso FZB 2014
Desenvolvido pela PROCERGS    |    Termos de uso